Mapa brasileiro de qualidade do ar

 

Desde a versão 2.0 do aplicativo Post Fumaça Preta, disponibilizada para iOS, passamos a informar a qualidade do ar a partir da localização do usuário. Além de ter acesso às informações oriundas da estação de monitoramento mais próxima, o usuário passou a poder visualizar o mapa que apresenta toda a rede de monitoramento. Cada estação posicionada no mapa informando: a data e a hora de publicação dos dados, a classificação e o índice da qualidade do ar, o poluente determinante no cálculo do índice, e ainda a evolução do IQA através de um gráfico histórico.

Para que isso fosse possível, muitas linhas de código e uma técnica particular, chamada web scraping. Com ela, foi possível extrair de forma automatizada e constante as informações de qualidade do ar publicadas nos sites dos diversos órgãos ambientais brasileiros que possuem rede de monitoramento (para realizar essa extração, utilizamos o Jsoup), e centralizá-las numa base de dados estruturada. Criamos então algo ainda inexistente no momento, o mapa brasileiro de qualidade do ar!

Como nem tudo são flores, algumas dificuldades são encontradas para manter o mapa atualizado, como aumentar a abrangência à medida que mais órgãos passam a publicar os dados, se adaptar a novos formatos adotados pelos órgãos nos seus sites, e conhecer a localização das estações de monitoramento. E apesar dos órgãos se basearem nos padrões definidos pelo Ministério do Meio Ambiente, podem possuir tabelas de classificação e nomenclaturas diferentes, que o mapa precisa seguir à risca.

Hoje são 7 os órgãos ambientais cujos dados publicados de qualidade do ar são obtidos: CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), FEAM (Fundação Estadual do Meio Ambiente – MG), IAP (Instituto Ambiental do Paraná), IEMA (Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – ES), INEA (Instituto Estadual do Ambiente – RJ), INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – BA) e SMAC (Secretaria Municipal de Meio Ambiente – Rio de Janeiro). Nos avise se souberem de mais órgãos!

O módulo de qualidade do ar faz parte atualmente do Post Denúncia, mas dada sua relevância, queremos separá-lo. É nosso desejo usá-lo como base para a construção de uma plataforma aberta voltada especificamente para a qualidade do ar. O Post Fumaça Preta passaria então a ser cliente dessa nova plataforma, que disponibilizaria uma API para uso não somente por aplicativos, mas por sites e pessoas em geral. Esperamos que curtam a ideia e se engajem no projeto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *